Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Bolsonaro está projetando uma anistia para si”, diz presidente do PT-SP

    Na visão de Kiko Celeguim, Bolsonaro “admitiu que teve a minuta golpista” durante o ato realizado neste domingo (25)

    Victor Aguiarda CNN*

    São Paulo

    O presidente do PT em São Paulo, deputado federal Kiko Celeguim, afirmou em entrevista à CNN nesta segunda-feira (26) que acredita que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) está “projetando uma anistia para si próprio”, após o ato realizado na Avenida Paulista neste domingo (25).

    “Ele admitiu ontem que teve a minuta golpista e ele pediu anistia, que na minha opinião ele já está projetando uma anistia para si próprio”, disse Celeguim.

    “Quando ele fala dos ‘pobres coitados’ que estão lá presos na Papuda por conta do ato e pede anistia para eles, ele está premeditando que ele pode ser um desses aí nas próximas semanas, nos próximos meses, por conta do que ele tentou fazer com apoio de generais, de coronéis, de ministros, de autoridades da República”, acrescentou o deputado.

    Durante seu discurso, Bolsonaro pediu a deputados e senadores o apoio a um projeto de anistia para os presos pelos ataques de 8 de janeiro às sedes dos Três Poderes, em Brasília.

    “É uma anistia para aqueles pobres coitados que estão presos em Brasília. Nós não queremos mais que seus filhos sejam órfãos de pais vivos”, afirmou o ex-presidente. “Agora, nós pedimos a todos 513 deputados, 81 senadores, um projeto de anistia, para que seja feita justiça no nosso Brasil”, acrescentou.

    Bolsonaro também afirmou que as penas “fogem ao mínimo da razoabilidade”, mas disse que não concorda com aqueles que depredaram o patrimônio público, e que quem o fez deve pagar.

    A CNN procurou a defesa de Jair Bolsonaro sobre a fala de Kiko Celeguim e aguarda resposta.