Bolsonaro pede a auxiliares sugestão de substitutos para Weintraub

Segundo assessores palacianos, presidente quer um nome que agrade à militância bolsonarista tanto quanto atual ministro

O presidente Jair Bolsonaro na entrada do Palácio do Planalto, em Brasília
O presidente Jair Bolsonaro na entrada do Palácio do Planalto, em Brasília Foto: Isac Nóbrega/PR (5.jun.2020)

Igor Gadelhada CNN

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu a ministros e assessores, nas últimas horas, sugestões de nomes para substituir Abraham Weintraub no Ministério da Educação. 

O chefe do Palácio do Planalto quer um nome que agrade à militância bolsonarista. “Ele quer alguém que anime a base tanto quanto o Abraham”, disse um auxiliar palaciano à CNN.

Embora Bolsonaro tenha pedido sugestões de substitutos, auxiliares dizem que ainda não há qualquer decisão tomada sobre a demissão. O ministro tem reunião com o presidente às 16 horas desta segunda-feira (15).

Como a coluna noticiou neste domingo (14), o chefe do Palácio do Planalto ficou “muito irritado” com a ida de Weintraub para manifestação a favor do governo ontem em Brasília.

Em conversa com manifestantes, gravada em vídeo, Weintraub reiterou críticas a ministros do Supremo Tribunal Federal, os quais já chamou de “vagabundos” na reunião ministerial de 22 de abril.

Na avaliação de auxiliares presidenciais, ao criticar publicamente o STF, o ministro acabou dando razão para as críticas da Crte contra ele e mais munição para seus opositores aumentarem a pressão por sua demissão. 

“O STF estava sem razão de reclamar de uma fala numa reunião que o Celso de Mello expôs. Todo mundo enxergava isso. Agora o Abraham foi lá e deu razão para o STF”, avaliou à CNN esse auxiliar presidencial.

Mais Recentes da CNN