Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsonaro seguirá vida normal mesmo com delação de Cid

    Estratégia da defesa do ex-presidente é argumentar que as joias recebidas de líderes estrangeiros não eram dinheiro público

    Ex-presidente Jair Bolsonaro
    Ex-presidente Jair Bolsonaro 07/07/2022REUTERS/Adriano Machado

    Raquel Landimda CNN

    São Paulo

    Pessoas próximas a Jair e Michelle Bolsonaro afirmam que o casal vai seguir “vida normal” mesmo com a delação de Mauro Cid.

    A estratégia da defesa do ex-presidente é argumentar que as joias recebidas de líderes estrangeiros não eram dinheiro público.

    Para os advogados, ouvidos sob a condição de anonimato, Bolsonaro cometeu apenas uma infração administrativa ao não informar as autoridades que pretendia vender os presentes.

    Eles afirmam que o ex-presidente tomou essa decisão porque acreditava que os presentes eram seus.

    A tese, no entanto, é de difícil sustentação, já que a Polícia Federal tem evidências de que o ex-ajudante de ordens foi alertado de que os bens não eram itens personalíssimos.

    A legislação determina que, ainda que fossem, a União teria que ser previamente informada antes de sua alienação para o exterior e teria preferência na compra.

    A defesa pediu acesso aos depoimentos de Cid no caso das joias, mas a delação é um processo sigiloso que corre em separado.

    Os advogados não sabem, portanto, que evidências Cid pode ter entregado sobre outras investigações como tentativa de golpe, disseminação de fake news ou falsificação do cartão de vacinação.