Bolsonaro volta a romper isolamento e abraça apoiadores em padaria

Presidente descumpriu recomendação do Ministério da Saúde para prevenir contágio pela COVID-19

O presidente Jair Bolsonaro ao lado de apoiadores em visita a padaria em Brasília
O presidente Jair Bolsonaro ao lado de apoiadores em visita a padaria em Brasília Foto: Reprodução/Twitter

Teo Cury

Da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

Defensor da reabertura do comércio em meio à pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deixou o Palácio do Planalto na tarde nesta quinta-feira (9) e foi a uma padaria na Asa Norte, bairro de Brasília. 

No estabelecimento, ao lado do ministro Tarcísio Freitas (Infraestrutura) o presidente abraçou e posou para fotos com apoiadores, que logo formaram uma aglomeração ao seu redor — desrespeitando orientações do Ministério da Saúde, que também recomenda que se evite contatos físicos.

Imagens compartilhadas pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também mostram que ninguém da comitiva presidencial usa máscaras de proteção. Vizinhos do estabelecimento chegaram a bater panelas e a vaiar o presidente. 

Ao chegar ao Palácio da Alvorada, o presidente disse a apoiadores que parou “em uma padaria para tomar uma Coca-Cola”. Da saída do Planalto à chegada ao Alvorada, o presidente levou 32 minutos.

“Para mim, você sabe o que é, para mim, atividade essencial? Toda aquela que é necessária para você levar um pão para tua filha”, disse o presidente a um apoiador no Alvorada. 

Bolsonaro também voltou a dizer que cerca de 70% da população brasileira deve ser contaminada pelo vírus. Ele conversou apenas com apoiadores e não quis responder perguntas da imprensa.

Nas últimas semanas, o presidente vem defendendo o isolamento apenas das pessoas que integram grupo de risco para a doença, enquanto o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS) pregam o isolamento social amplo.

Mais Recentes da CNN