Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Brasil discute antecipar meta de fim do desmatamento ilegal

    Em tentativa de reduzir o desgaste de imagem no exterior, o governo federal estuda antecipar para 2027 ou 2028 a meta hoje estipulada para 2030

    Tronco de árvore em chamas na Amazônia: pressão de estrangeiros contra desmatamento
    Tronco de árvore em chamas na Amazônia: pressão de estrangeiros contra desmatamento Foto: Ueslei Marcelino - 23.ago.2019/ Reuters

    Gustavo Uribeda CNN

    Ouvir notícia

    O governo brasileiro estuda antecipar para 2027 ou 2028 a atual meta de zerar o desmatamento ilegal no país. Hoje, a proposta é alcançar o objetivo até 2030.

    A mudança conta com apoio tanto no Ministério do Meio Ambiente como no Ministério da Agricultura.

    Em conversa com a CNN, o vice-presidente Hamilton Mourão, coordenador do Conselho da Amazônia, disse julgar possível alcançar o compromisso antes da meta atual.

    “Eu julgo que é possível e lembro que é o desmatamento ilegal”, afirmou.

    A avaliação no Palácio do Planalto é de que a antecipação da meta poderia ajudar na diminuição do desgaste da imagem ambiental do país no exterior.

    Nesta segunda-feira (1), em evento de abertura da COP26, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, anunciou a alteração de outra meta ambiental.

    Segundo o ministro, o Brasil deve reduzir 50% das emissões de gases de efeito estufa até 2030 e neutralizar as emissões de carbono até 2050.

    O aceno é uma tentativa do ministro de reconstruir o diálogo com as nações europeias após mal-estar causado durante a gestão do ex-ministro Ricardo Salles.

    Mais Recentes da CNN