Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bruno Dantas toma posse como novo presidente do TCU

    O também ministro Vital do Rêgo assume a vice-presidência da Casa e acumulará também a função de corregedor

    Estadão Conteúdo

    Marlla Sabino e Eduardo Gayer, do Estadão Conteúdo

    O ministro Bruno Dantas tomou posse, nesta quarta-feira (14), como novo presidente do Tribunal de Contas da União (TCU). Eleito oficialmente para o cargo na última quarta-feira, 7, Dantas estava à frente da Corte de Contas interinamente desde o mês de julho, em razão da aposentadoria da ministra Ana Arraes.

    O também ministro Vital do Rêgo assume a vice-presidência da Casa e acumulará também a função de corregedor.

    A cerimônia, realizada na sede do TCU em Brasília, conta com a presença do presidente eleito da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), do vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) e de demais autoridades.

    Dantas exercerá a Presidência do TCU durante o ano de 2023, assim como o vice-presidente, ministro Vital do Rêgo.

    O exercício do mandato de ambos os cargos se inicia a partir de 1º de janeiro, com a possibilidade de reeleição por igual período.

    Formado em Direito, Bruno Dantas foi indicado pelo Plenário do Senado Federal, em 2014, para assumir o cargo de ministro do TCU. Antes de iniciar sua trajetória no Tribunal, compôs o Conselho Nacional de Justiça (biênio 2011/2013) e o Conselho Nacional do Ministério Público (biênio 2009/2011).

    Quem é Bruno Dantas

    Natural de Salvador, Dantas é ministro do TCU desde 2014. É doutor e mestre em direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Possui Pós-Doutorado em direito pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), com pesquisas desenvolvidas na Cardozo School of Law, em Nova York.

    Em 2009, foi nomeado Conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em 2011, a presidente Dilma Rousseff o nomeou Conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), cargo que ocupou até 2013.