Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Cármen Lúcia assume relatoria de inquérito sobre fake news nas enchentes no RS

    Investigação foi aberta pela Polícia Federal a pedido do Ministério da Justiça

    Elijonas MaiaLucas Mendesda CNN

    Brasília

    A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), é a relatora do inquérito da Polícia Federal (PF) que investiga fake news relacionadas às enchentes e a tragédia no Rio Grande do Sul. O inquérito está sob sigilo.

    A PF instaurou o procedimento na última quarta-feira (8) após ser acionada pelo ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, que, por sua vez, recebeu o requerimento para apuração do ministro Paulo Pimenta, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom).

    Também na semana passada, o ministro Ricardo Lewandowski afirmou que notícias falsas sobre as enchentes no Rio Grande do Sul serão “reprimidas com toda força da Lei”.

    “Isso é muito grave, realmente, porque as forças de segurança e de resgate estão sendo prejudicadas pelas fake news. É crime. Sobretudo quando obstrui o trabalho das autoridades. Isso está sendo devidamente apurado pela Polícia Federal. Nós estamos atentos e vamos reprimir com toda força da Lei essas notícias falsas que estão sendo veiculadas”, declarou.

    O ministro da Justiça, porém, ponderou sobre atuação da pasta que chefia no quesito repressão imediata. “Precisamos primeiro investigar e depois virá a repressão. A AGU [Advocacia Geral da União] também foi acionada para fazer o trabalho na área civil e administrativa. Todas as medidas estão sendo tomadas para a volta da normalidade no Rio Grande do Sul”.