Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Chefe da embaixada dos EUA sinaliza a Lula respeito ao resultado eleitoral

    Segundo fontes da campanha do petista, encontro ocorreu em São Paulo

    Americanos respeitam o sistema eleitoral brasileiro, dizem fontes da campanha do ex-presidente
    Americanos respeitam o sistema eleitoral brasileiro, dizem fontes da campanha do ex-presidente Divulgação TSE

    Caio Junqueirada CNN

    O encarregado de negócios da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, Douglas Koneff, sinalizou hoje ao candidato a presidente Luiz Inácio Lula da Silva que os americanos respeitam o sistema eleitoral brasileiro e respeitarão o resultado da eleição, dizem fontes da campanha do petista.

    O encontro, revelado pela CNN, ocorreu em um local reservado em São Paulo. Participaram também o ex-chanceler Celso Amorim e o senador Jacques Wagner.

    A ideia dos americanos com o encontro era justamente assegurar apoio ao resultado eleitoral e também abordar possíveis temas de uma agenda bilateral, como democracia e meio ambiente — temas centrais na agenda do presidente americano Joe Biden.

    Fontes da campanha de Lula informaram à CNN que o encontro ocorreria após as eleições. Depois, ficou acordado que ocorreria entre o primeiro e o segundo turnos. E, na última negociação, o acerto era que ocorresse apenas após o fim das eleições.

    Mas como as pesquisas passaram a apontar a possibilidade real de a eleição acabar no primeiro turno, essas fontes da campanha de Lula disseram que os dois lados avaliaram que seria melhor que o encontro ocorresse o quanto antes.

    Procurada, a embaixada não se manifestou sobre o encontro desta quarta-feira. À CNN, Celso Amorim disse que o encontro foi “só coisa boa, muito bom” e que “os dois lados saíram satisfeitos”.

    Debate

    As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá no dia 24 de setembro.

    O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.