Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Ciência aceita controvérsias, mas não tem vários lados”, diz ministra da Saúde após sessão na Câmara

    Nísia Trindade foi questionada pela oposição sobre a obrigatoriedade da vacinação contra Covid-19 para crianças de 6 meses a 5 anos

    Nísia Trindade disse, com base em dados, que não há nenhuma morte de criança associada à vacinação
    Nísia Trindade disse, com base em dados, que não há nenhuma morte de criança associada à vacinação Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

    Douglas Portoda CNN

    São Paulo

    A ministra da Saúde, Nísia Trindade, disse, nesta terça-feira (28), que a “ciência aceita controversas, mas não tem vários lados”, após participar da Comissão de Fiscalização Financeira da Câmara dos Deputados.

    Nísia foi questionada por parlamentares da oposição sobre a inclusão da vacina contra a Covid-19 no Programa Nacional de Imunização (PNI). Com a decisão, o imunizante passa a ser obrigatório para crianças de 6 meses a 5 anos.

    “Mais de 110 mortes de crianças em 2023 por Covid-19, crianças menores de cinco anos. É em cima desses dados que nós estamos trabalhando para colocar a vacina de Covid-19 no calendário de vacinação”, explicou Nísia.

    De acordo com a ministra, com base em estudos, não há nenhuma morte de criança associada à vacinação.

    “Faz parte da tradição do Ministério da Saúde, faz parte do Programa Nacional de Imunizações, e nós estamos retomando isso, que é uma tradição, o fortalecimento da pesquisa, da vigilância, de toda a vacinação”, prosseguiu.