Cirurgia no quadril fará Lula despachar do Alvorada por ao menos três semanas

Presidente deve ficar internado por cinco dias por causa de intervenção

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva passará por cirurgia
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva passará por cirurgia 25/09/2023REUTERS/Adriano Machado

Teo Curyda CNN

Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será submetido a uma cirurgia no quadril na sexta-feira (29) e deve passar o próximo mês em recuperação no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, em Brasília.

Lula sofre de dores no lado direito do quadril desde agosto do ano passado, período em que disputava a Presidência.

Como será a cirurgia?

O procedimento é chamado de artroplastia total de quadril e deve durar algumas horas. A cirurgia será realizada no Hospital Sírio-Libanês, em Brasília.

No procedimento, será instalada no presidente uma prótese híbrida. Ao fim da cirurgia, na própria sexta-feira, deve haver uma entrevista a jornalistas concedida pelo ortopedista responsável por operar o presidente, por Roberto Kalil Filho, médico pessoal de Lula, e por Ana Helena Germoglio, médica da Presidência.

Em julho, Kalil disse à CNN que a cirurgia é segura, resolve o problema no fêmur e tem pós-operatório tranquilo.

Alckmin vai assumir interinamente?

O governo não informou se haverá transmissão do cargo para o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) durante o período em que Lula estiver no procedimento médico, que deve envolver a aplicação de anestesia geral. O presidente ficará no hospital até terça-feira (3).

“Se depender de mim, eu não fico nenhum dia [afastado de suas atividades como presidente]. Se depender de mim, eu me interno na sexta-feira, faço a cirurgia, que eu peço a Deus que ocorra bem. Se depender de mim, na segunda-feira eu estarei no Palácio do Planalto despachando ou no Alvorada”, disse o presidente na segunda-feira (25).

“É uma cirurgia que a ciência domina bem, não tem nenhuma novidade. Mas, obviamente, que é sempre cirurgia, é sempre anestesia. E, se vocês querem saber da verdade, o que eu tenho medo é anestesia, porque eu vou ficar dormindo e eu não gosto de perder o domínio da minha consciência. Mas os médicos disseram também que a anestesia avançou muito, que hoje não é como no passado, é mais tranquilo. Então, eu estou muito tranquilo, eu estou muito otimista com o momento que vive o povo brasileiro”, afirmou.

Só no Alvorada e sem viajar depois

A Presidência da República informou que Lula vai permanecer ao menos três semanas se recuperando no Palácio da Alvorada e de quatro a seis semanas sem viajar.

O primeiro compromisso do presidente fora de Brasília pós-cirurgia deve acontecer no final de novembro. Lula participará da 28ª Conferência do Clima das Nações Unidas, COP28, nos Emirados Árabes Unidos. Na sequência, deve visitar a Alemanha.