Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CPI da Americanas ouve dois ex-diretores da empresa nesta terça (8)

    Companhia pediu recuperação judicial em janeiro deste ano após anunciar rombo fiscal de R$ 20 bilhões e dívida de R$ 43 bilhões

    Mayara da Pazda CNN Em Brasília

    A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Lojas Americanas deve ouvir nesta terça-feira (8) dois ex-diretores da companhia, que pediu recuperação judicial em janeiro deste ano após anunciar um rombo fiscal de R$ 20 bilhões e uma dívida de R$ 43 bilhões.

    A audiência pública da CPI está marcada para as 15h desta terça. Márcio Cruz Meirelles, ex-diretor da Americanas, e José Timotheo de Barros, ex-diretor de Lojas Físicas, Logística e Tecnologia da Americanas, foram convocados para audiência após um pedido do deputado Carlos Chiodini (MDB-SC), relator do colegiado.

    Vídeo: Entenda a fraude na Americanas

    A CPI da Americanas foi instalada em maio deste ano. O colegiado investiga a inconsistência contábil de mais de R$ 20 bilhões que foi apresentada nos balanços financeiros das Americanas.

    Autor do requerimento de abertura da CPI, o deputado André Fufuca (PP-MA) argumentou que o “episódio com as Americanas afeta a credibilidade de todo o mercado de ações no Brasil”.

    A comissão é presidida pelo deputado federal Gustinho Ribeiro (Republicanos-SE) e conta com 27 titulares e o mesmo número de suplentes. O grupo terá 120 dias para investigar o tema.