CPI da Pandemia marca depoimento de ministro da CGU para terça

Wagner Rosário, segundo o presidente da comissão Omar Aziz, prevaricou no caso Covaxin

Nohlan Hubertusda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

A cúpula da CPI da Pandemia marcou o depoimento do ministro da Controladora-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, para a próxima terça-feira (21). A pasta é responsável por apurar a conduta ética de servidores de órgãos públicos federais, como o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido).

Na sessão desta quarta-feira (15), o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), chegou a dizer que Rosário prevaricou nas negociações envolvendo a vacina contra a Covid-19 Covaxin conduzidas pelo governo. A fala aconteceu durante o depoimento de Marconny Faria, apontado pelas investigações da comissão como um lobista da Precisa Medicamentos junto ao Ministério da Saúde.

O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), também disse à CNN que o relatório final deve ser apresentado na primeira semana de outubro. Ele afirmou que mais depoimentos devem ser definidos na próxima segunda-feira (20).

(Publicado por Nathallia Fonseca)

Mais Recentes da CNN