Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CPI da Pandemia pode reconvocar Pazuello e Queiroga, diz Randolfe Rodrigues

    Senador considerou participação de ex-ministro da Saúde em ato pró-governo um "achincalhe" com as vítimas da Covid-19

    Juliana Alves, da CNN em Brasília

    Ouvir notícia

     

    Nesta semana, os senadores que compõem a CPI da Pandemia vão dedicar um único dia para analisar e votar todos os requerimentos a fim de definir os próximos passos da comissão.

    Entre os vários pedidos de convocações aparece o ex-assessor da presidência, Arthur Weintraub. Nas reconvocações, o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que esteve em um ato público a favor de Bolsonaro, sem o uso de máscara, pode ser chamado.

    Em entrevista à CNN, o vice-presidente da CPI da Pandemia, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse que considera o ato um “achincalhe” com as quase 450 mil vítimas da Covid-19. O ministro da Saúde Marcelo Queiroga também poderá ser chamado novamente, disse.

    “É um desrespeito ao próprio regulamento interno do Exército Brasileiro, visto que um general da ativa do exército nacional participou de um ato político partidário infringindo claramente medidas sanitárias. Em decorrência destes acontecimentos, a nossa posição e definição em reunião da direção da CPI [no domingo, 23] é pedir à reconvocação do senhor Eduardo Pazuello e do atual ministro Marcelo Queiroga.”

    Nesta terça-feira (25), a CPI recebe a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde, Mayra Pinheiro. A médica deverá ser questionada sobre sua defesa ao tratamento precoce, sem eficácia comprovada, com hidroxicloroquina.

    Na quinta-feira (27), está agendado o depoimento do ex-secretário de Saúde, Élcio Franco. No entanto, ele comunicou aos membros da CPI no último domingo (23) que está se recuperando da Covid-19 e deve pedir que o depoimento seja adiado. No lugar dele, os senadores já estudam ouvir outra pessoa, que poderá ser o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas. 

     

    Mais Recentes da CNN