Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CRM abre sindicância contra médicos que debocharam de Marina Silva após Covid

    Profissionais de saúde do Acre ironizaram a ministra após ela ter sido infectada pelo coronavírus: "Ué, não era vacinada?"

    Estadão Conteúdo

    O Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC) determinou nesta quarta-feira (10) a abertura de uma sindicância para investigar a conduta ética de profissionais da saúde do Estado que debocharam do quadro clínico da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. Ela foi internada no sábado (6) depois de testar positivo para a Covid-19, mas recebeu alta hoje.

    Em nota divulgada à imprensa, o CRM afirmou que a apuração terá como parâmetro as normas e os critérios estabelecidos pelo Código de Processo Ético-Profissional e pelo Código de Ética Médica.

    O deboche, marcado por comentários de teor negacionista sobre o efeito das vacinas contra o coronavírus, consta em troca de mensagens que foram vazadas de um grupo de WhatsApp, nomeado “Médicos Unidos”.

    Três profissionais de saúde do Acre ironizam o quadro da ministra. Na conversa, um dos participantes compartilhou a notícia sobre Marina questionando: “Ué, não era vacinada?”. Outra profissional comenta: “Coisas da vida. É da vacinação!”.

    Por fim, um terceiro médico ri da situação e diz: “Tomara que os vírus da covid estejam bem”. A imagem foi divulgada pelo site local ContilNet.

    A ginecologista Grace Monica Alvim Coelho é uma das participantes da conversa. Ex-secretária de Saúde do Acre, ela comandou a pasta na gestão petista de Jorge Viana (1999-2004).

    Ao jornal “O Estado de S. Paulo”, a médica defendeu a liberdade de expressão dos membros do grupo de WhatsApp e afirmou que “não crê em mentiras” ao ser questionada sobre a vacina.

    Entusiasta declarada de Jair Bolsonaro (PL), Grace elogia o ex-presidente em suas redes sociais, chamando-o de “maior e melhor pai do mundo”. Os outros dois profissionais da conversa são Nilton Torrez Chavez e Jorge Lucas da Fonseca.

    Nascida em um seringal no Acre, Marina já foi senadora pelo Estado; é uma das principais personalidades políticas locais. Ex-filiada ao PT, ajudou a fundar a Rede Sustentabilidade.

    A vacina contra a Covid não impede a infecção pelo vírus, sua principal função é evitar o agravamento da doença. No caso da ministra, que já enfrentou diversos problemas de saúde, isso é especialmente relevante. Segundo sua assessoria de imprensa, ela se vacinou com as quatro doses disponíveis.