Daniela Lima: Quanto maior a abstenção, maior a imprevisibilidade nas eleições

Jornalista analisa o número de eleitores que não foi às urnas neste ano, mas pondera que a pandemia pode ter contribuído para aumentar esse dado

Da CNN

Ouvir notícia

No quadro Em Off desta segunda-feira (30), na CNN Rádio, Daniela Lima falou sobre o número de eleitores que deixou de ir às urnas no segundo turno das eleições municipais de 2020.

“Em capitais importantes como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre a abstenção teve mais voto do que muito candidato” afirmou a jornalista.

“É um desafio para os partidos porque quanto maior a abstenção maior o nível de surpresa que pode ter a votação – ela perde previsibilidade”, completou.

Assista e leia também:
Covas “perde” para soma de abstenção, nulos e brancos em SP
Conexão CNN: Com alta abstenção, segundo turno consagra partidos tradicionais

Ela afirmou ainda que a pandemia do novo coronavírus possa ter estimulado essa tendência de abstenção. 

“Temos que ver como vai ser em 2022 porque a pandemia pode ter aumentado essa resistência à ir votar, o que não é bom para a democracia.”

Em off
Quadro Em Off, com Daniela Lima, na CNN Rádio
Foto: CNN Brasil

Mais Recentes da CNN