Daniela Lima: Saúde responderá ao STF, mas dificilmente terá data para vacinação

Governo alega que enquanto as produtoras de vacina não fizerem pedido de registro à Anvisa não tem como precisar o início da imunização contra Covid-19

Da CNN

Ouvir notícia

 

No quadro Em off desta segunda-feira (14), na CNN Rádio, Daniela Lima avaliou que o Ministério da Saúde deve responder ao Supremo Tribunal Federal (STF) dentro do prazo, depois de ministro Ricardo Lewandowski dar 48 horas para o governo se manifestar sobre a data de início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil. 

“O prazo para informação será cumprido, mas é difícil que a gente tenha a data nessas 48 horas”, disse a jornalista. 

Assista e leia também:

Saúde dirá ao STF que não há data para vacinação

Lewandowski dá 48 horas para governo informar início de vacinação contra Covid

“Já contamos na CNN que é difícil que o ministério dê a data porque alega que sem o pedido de registro das produtoras de vacina à Anvisa é difícil estipular uma data”, completou.

“Vamos acompanhar porque o desafio da logística é enorme. O que está colocado desenha um desafio enorme e nossa experiência mostra que vai ser uma questão, se pensarmos nos quase 7 milhões de testes do Ministério da Saúde que ficaram encalhados”, concluiu Daniela.

Em off
Quadro Em Off, com Daniela Lima, na CNN Rádio
Foto: CNN Brasil

Mais Recentes da CNN