Datafolha: Russomanno lidera intenção de voto em São Paulo, mas rejeição aumenta

Bruno Covas e Guilherme Boulos estão na segunda e terceira colocação, respectivamente

Anna Satie, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Celso Russomanno (Republicanos) manteve a liderança nas intenções de voto para a Prefeitura de São Paulo com 27% das intenções de voto, mostra pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (8), mas a rejeição a ele também cresce. 

Ele tem seis pontos percentuais à frente do atual prefeito Bruno Covas (PSDB), segundo colocado da lista com 21%. No limite da margem de erro, de três pontos percentuais, os dois estão tecnicamente empatados.

Em terceiro, está Guilherme Boulos (Psol) com 12% e, em quarto, o ex-governador Márcio França (PSB), com 8%.

Leia também:

Quem são os candidatos a prefeito de São Paulo nas eleições de 2020?

O que pode e o que não pode na propaganda eleitoral de 2020?

Celso Russomanno
O deputado Celso Russomanno, candidato do Republicanos a prefeito de São Paulo
Foto: Câmara dos Deputados/Divulgação

O levantamento ouviu 1.092 eleitores presencialmente entre 5 e 6 de outubro. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. 

O restante dos candidatos está em empate técnico, com intenção de voto de 3% a 1%. Veja a pesquisa completa:

– Celso Russomanno (Republicanos): 27%

– Bruno Covas (PSDB): 21%

– Guilherme Boulso (Psol): 12%

– Márcio França (PSB): 8%

– Arthur do Val (Patriota): 3%

– Andrea Matarazzo (PSD): 2%

– Levy Fidelix (PRTB): 2%

– Jilmar Tatto (PT): 1%

– Joice Hasselmann (PSL): 1%

– Vera Lúcia (PSTU): 1% 

– Orlando Silva (PC do B): 1% 

– Marina Helou (Rede): 1%

– Filipe Sabará (Novo): 1% 

– Antônio Carlos (PCO): 1%

Os eleitores que não escolheram nenhum candidato ou que dizem que votarão branco/nulo totalizam 12%. Os que ainda não sabem ou não responderam qual é o proponente de sua preferência são 4%.

Essa é a última pesquisa antes do início do horário eleitoral gratuito, nesta sexta-feira (9).

Nas respostas espontâneas, Covas e Boulos estão empatados no primeiro lugar, com 10% das respostas, cada. Em seguida, aparece Russomanno (7%) e Márcio França (3%). O restante dos candidatos pontuou 2% ou menos. Aqueles que não citaram nenhum nome espontaneamente totalizam 49% e brancos e nulos são 11% nesse cenário.

Rejeição

O índice de rejeição Russomanno foi de 21% a 29%, desde a última pesquisa, feita entre 21 e 22 de setembro. Covas permaneceu estável, com 31%, empatado com Joice Hasselmann. 

Veja em quais candidatos os eleitores não votariam de jeito nenhum:

– Bruno Covas (PSDB): 31%

– Joice Hasselmann (PSL): 31%

– Levy Fidelix (PRTB): 30%

– Celso Russomanno (Republicanos): 29%

– Guilherme Boulos (PSOL): 23%

– Jilmar Tatto (PT): 21%

– Vera Lúcia (PSTU): 20%

– Filipe Sabará (Novo): 20%

– Arthur do Val (Patriota): 19%

– Orlando Silva (PC do B): 19%

– Marina Helou (Rede): 16%

– Andrea Matarazzo (PSD): 16%

– Márcio França (PSB): 15%

– Antônio Carlos Silva (PCO): 15%

– Não sabe: 7%

– Rejeita todos/Não votaria em nenhum: 5%

– Votaria em qualquer um/Não rejeita nenhum: 2%

A realização da pesquisa é do Datafolha e os contratantes são o jornal Folha de S.Paulo e a Globo Comunicação e Participações. O número de identificação na Justiça Eleitoral é SP-08428/2020.

A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos, e o índice de confiança é de 95%.

Mais Recentes da CNN