Debate CNN: Deputados discutem limites para abordagens policiais no Brasil

Parlamentares também discordaram sobre o uso de câmara no uniforme dos agentes de segurança

Jorge Fernando RodriguesVinícius TadeuJúlia Vieirada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Em debate realizado pela CNN nesta quinta-feira (2), os deputados federais José Américo (PT-SP) e Coronel Tadeu (PL-SP) discutiram os últimos casos de violência policial no Brasil. No último mês, imagens da operação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro e da abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que resultou na morte de Genivaldo de Jesus, em Sergipe, reacenderam a discussão sobre a conduta dos agentes.

Na quarta-feira (1º), a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados aprovou a convocação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, para explicar as ações da PRF no caso envolvendo Genivaldo. Apoiador do governo federal, Coronel Tadeu não vê preocupação na convocação de Torres.

Segundo ele, esse é um procedimento “regimental” da Casa. Ele também acredita que o ministro irá se colocar à disposição. “Esse governo não esconde nada”, acrescentou. Para o parlamentar, no entanto, a repercussão do caso Genivaldo é “uma tempestade em copo d’água”. No caso citado, vídeos mostraram Genivaldo sendo mantido preso no porta-malas de uma viatura da PRF, que estava cheia de fumaça. O laudo inicial do Instituto Médico Legal confirmou a morte por asfixia e insuficiência respiratória.

Em sua visão, não é correto analisar uma ocorrência com base em imagens. “Posso admitir que houve exagero, e eles vão responder à luz da Lei. Isso é a investigação que vai dar”, apontou.

Américo concordou com Tadeu em relação à convocação do ministro da Justiça e à necessidade de averiguar legalmente a conduta dos policias rodoviários federais, mas criticou a atitude o presidente Jair Bolsonaro (PL). Na opinião do petista, Bolsonaro fez uma defesa da ação policial, mostrando “falta de empatia” e dando um “péssimo exemplo” para outros agentes.

O petista citou como “bom exemplo” a medida adotado pelo governo de São Paulo de instalar câmeras nos uniformes dos policias. O congressista do PL foi no sentido contrário. Medida semelhante foi adotada no Rio de Janeiro.

Para Coronel Tadeu, porém, o equipamento “intimida” os agentes, que se sentirão fiscalizados o tempo todo.

Assista ao debate completo no vídeo acima

Mais Recentes da CNN