Defesa de Anderson do Carmo pede prisão imediata de Flordelis 

Solicitação foi protocolada após a deputada ser cassada nesta quarta-feira (11); o Ministério Público ainda não se manifestou 

Lucas Janone, da CNN, no Rio de Janeiro 

Ouvir notícia

O advogado Ângelo Máximo, que representa a família do pastor Anderson do Carmo, pediu à justiça do Rio de Janeiro a prisão da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza, que teve o mandato cassado pelo plenário da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (11).  

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) informou, por meio de nota, que “se manifestará nos autos do processo, no momento que for notificado.” Já o Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) ainda não se pronunciou sobre o pedido de prisão.  

Flordelis não podia ser presa por possuir imunidade parlamentar. A ex-deputada é monitorada atualmente por uma tornozeleira eletrônica. Ela é acusada de ser a mentora do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto a tiros em junho de 2019. Ela será julgada por ter cometido homicídio triplamente qualificado. 

Procurada, a defesa de Flordelis ainda não se manifestou. 

Carta aos deputados federais  

Às vésperas da votação da perda do mandato da deputada Flordelis, a parlamentar chegou a se pronunciar, por meio de uma carta aberta, e pediu a revisão do processo de cassação. De acordo com ela, pressões externas e políticas foram determinantes para o progresso do caso.

Mais Recentes da CNN