Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Deputado Celso Sabino, do União Brasil, é cotado para Ministério do Turismo, dizem fontes

    Parlamentar entraria no lugar de Daniela Carneiro, que está de saída do partido

    Raquel Landimda CNN

    São Paulo

    O deputado federal Celso Sabino (União Brasil-PA) está cotado para ocupar o Ministério do Turismo, afirmaram fontes do Palácio do Planalto à CNN. Ele entraria no lugar de Daniela Carneiro, que está de saída do mesmo partido.

    O líder do União Brasil, Elmar Nascimento (BA), nega que tenha levado o nome de Sabino para substituir Daniela.

    No entanto, segundo as fontes do Planalto, a chegada de Sabino à Esplanada seria uma forma de acomodar a bancada do União Brasil da Câmara. O deputado é próximo de Elmar, que se reuniu na semana passada com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    Além disso, Sabino também tem boa interlocução com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

    O próprio Elmar foi preterido para ocupar um ministério na montagem do governo por resistência do ministro da Casa Civil, Rui Costa.

    Deixar o líder do União Brasil e seu grupo de fora da Esplanada é considerado, hoje, um dos principais erros da articulação política do governo.

    Apesar de ocupar três ministérios, o União Brasil não vem entregando os votos necessários em pautas importantes para o Executivo.

    Daniela foi uma indicação pessoal de Lula, para agradecer o apoio de seu marido Wagner Carneiro, prefeito de Belford Roxo, na Baixada Fluminese. Depois de chegar à Esplanada, seu nome apareceu ligado com milicianos. Ela nega as acusações.

    Além dela, os demais ministros filiados ao União Brasil são Juscelino Filho, nas Comunicações, e Waldez Goes, do Desenvolvimento Regional – este último indicado pelo senador David Alcolumbre (União Brasil).

    Juscelino também vem sendo alvo de denúncias de mau uso de dinheiro público, mas foi mantido no cargo por Lula.

    Segundo as fontes do Planalto, estaria ainda nos planos acomodar o partido Republicanos no segundo escalão do governo e até o PP, de Lira, bem como acelerar a liberação de emendas.

    O presidente do Republicanos, Marcos Pereira, nega que o partido vá ocupar um ministério.

    O próximo teste da articulação política do governo na Câmara vai ser a medida provisória que reformulou o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida e expira no dia 14 de junho.

    Procurado, o deputado Celso Sabino não retornou as ligações da CNN.