Desembargador transfere decisão sobre pedido de prisão preventiva de Flordelis

Defesa da família do pastor Anderson do Carmo entrou com novo pedido de prisão da ex-deputada, depois da decisão do magistrado

Everton Souza e Isabelle Resende da CNN no Rio de Janeiro 

Ouvir notícia

 

Após receber o pedido de prisão preventiva da deputada Flordelis (PSD-RJ), o Tribunal de Justiça do Rio informou que a análise deve ser feita em primeira instância. Na decisão desta quinta-feira (12), o desembargador Celso Ferreira Filho, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, transferiu a decisão para a juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3 Vara Criminal de Niterói, responsável pelo julgamento.  

Na decisão, o desembargador diz que “Esse tema relativo ao decreto de prisão ainda não foi questionado em 1º grau de jurisdição e, por isso, cabe à juíza da 3ª Vara Criminal da Comarca de Niterói conhecer e decidir acerca do mesmo”. 

Logo após a decisão, o advogado da família do pastor Anderson do Carmo fez um novo pedido de prisão da ex-deputada, endereçado à juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce. Segundo a polícia e o Ministério Público do Rio, Flordelis é acusada de ser a mandante da morte de Anderson, ex-marido dela. A acusada responde por homicídio triplamente qualificado, associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso e tentativa de homicídio.  

A defesa de Flordelis ainda não se pronunciou sobre o novo pedido de prisão.

Mais Recentes da CNN