Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Divisão entre Justiça e Segurança é tema prioritário, diz Marco Aurélio de Carvalho

    À CNN, integrante do grupo técnico de Justiça da equipe de transição analisou temas que devem ser debatidos pelo futuro governo nestas áreas

    Elis FrancoRenata Souzada CNN

    em São Paulo

    O advogado Marco Aurélio de Carvalho, que integra o grupo técnico de Justiça da equipe de transição, afirmou à CNN nesta sexta-feira (18), que decidir sobre a divisão do ministério entre Justiça e Segurança Pública deve ser um tema prioritário do futuro governo.

    “Eu não sou um grande entusiasta da divisão, mas nós temos na mesa uma proposta que foi formulada na campanha eleitoral, campanha de se sagrou vencedora, e uma proposta de divisão da pasta em Segurança e Justiça. O fato é que, fundamental, sendo o tema dividido ou não, é tratar a questão com transversalidade, com centralidade, precisa ser, realmente, uma pauta prioritária para o nosso governo”, afirmou.

    Apesar de dizer que não é entusiasta da proposta, Aurélio afirmou que acredita que estamos “maduros o suficiente para viver essa experiência”.

    Sobre as questões ligadas à segurança pública, o advogado avaliou como um desafio para o governo a ser comandado por Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    “Nós não podemos, enfim, reforçar, no enfrentamento dessa matéria, o binômio repressão e prisão. A gente tem que dialogar com políticas públicas de outras pastas e gerando oportunidade de emprego, renda, nós vamos conseguir combater e diminuir esses índices de criminalidade que nos assolam”, disse.

    Aurélio afirmou ainda que devem compor a pauta do novo governo temas ligados à atual política de drogas e ao encarceramento em massa de parte da população, citando pretos, pobres e periféricos. “O Brasil encarcera muito e encarcera mal”, acrescentou.

     

    *Assista à íntegra da entrevista no vídeo acima.