É importante existir “unidade” após prévias do PSDB, diz senador José Aníbal

Em entrevista à CNN, senador tucano defendeu que votação seja retomada na terça-feira e disse esperar que partido "encarne melhor via" para a disputa presidencial

Giovanna GalvaniElis Francoda CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

O senador José Aníbal, do PSDB de São Paulo, afirmou à CNN nesta segunda-feira (22) que é importante que exista “unidade” dentro do partido quando a votação das prévias do PSDB for concluída.

O processo interno de escolha do candidato tucano que irá concorrer à Presidência da República em 2022 foi suspenso no domingo (21) após uma falha no aplicativo de votação.

“Temos que cumprir [a disputa interna] o mais rápido possível para que ela não se estenda em tensões desnecessárias”, disse o senador. “É importante que haja um dia seguinte de unidade, não uma divisão, e que exista certa compostura agora sobretudo no fim de processo”, afirmou o senador.

Concorrem à posição de pré-candidato do partido o governador de São Paulo, João Doria, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-prefeito de Manaus (AM), Arthur Virgílio Neto.

Segundo Aníbal, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, está avaliando a intenção de parte do partido de, assim que resolvido os problemas no aplicativo de votação, se retomar o processo em até 48h.

“Hoje, profissionais envolvidos vão estar com presidente do partido e ver se é possível atender a uma proposta feita pelo Eduardo Leite para que a votação seja concluída em 48h”, declarou Aníbal.

No entanto, a proposta de encaminhamento não é uniforme dentro do partido. As campanhas de Doria e Arthur Virgílio defendem que o pleito seja retomado no próximo domingo, dia 28.

O senador afirmou que os problemas relatados podem ser da ordem de problemas de reconhecimento da biometria facial, mas não descartou a hipótese de “hackemento” do aplicativo. “Após a apresentação do que foi corrigido, o presidente do partido vai arbitrar, estamos na expectativa da decisão”, afirmou.

Em entrevista à CNN no domingo, Bruno Araújo, afirmou que o parecer técnico sobre a falha do aplicativo poderá ser apresentado na tarde desta segunda-feira.

“No início da tarde, haverá parecer técnico dos representantes do três candidatos sobre o real status e diagnóstico do aplicativo para entender qual é o tempo de resolução dele. Se for de curtíssimo prazo, a ideia é que seja disponibilizado praticamente que imediatamente para o filiado. Se a posição for outra, as campanhas vão ter de dialogar para saber como vamos fechar essa parte para fechar o resultado”, disse Araújo.

Senador defende candidato “apto a agregar”

Para Aníbal, “é importante concluir o processo já” para dar seguimento a esta questão interna do partido e ter “energia necessária para lutar e disputar posições no parlamento”.

“A expectativa do ano que vem é de estagnação. Queremos um programa que continue ao longo do tempo. Estamos propondo que, a partir de 2023, o auxilio emergencial esteja fora do teto – não se sabe quantos brasileiros vão estar na linha de miséria”, afirmou.

José Aníbal avaliou que a votação de integrantes do partido a favor de pautas do governo Bolsonaro, como na PEC dos Precatórios, mostra o “desgaste” do PSDB depois das eleições de 2018. “Faltou presença, liderança, postura de construir uma nova política e um novo propósito do partido”, disse.

Para o senador, os três candidatos “têm seus méritos”, mas eles devem “desaguar na conclusão de um candidato apto a agregar com a sociedade, entre as forças políticas, e não ficar em caixinhas de 1ª, 2ª ou 3ª via”, disse o senador. “Tem que ser a via que seja melhor para o país, e eu espero que o PSDB encarne essa via”.

*Com informações de Pedro Teixeira, da CNN

Mais Recentes da CNN