Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Economia é o principal determinante da eleição dos EUA, diz ex-embaixador

    Norte-americanos vão às urnas nesta terça-feira (8) para escolher os representantes na Câmara e no Senado

    Gustavo ZanferLudmila Candalda CNN

    As eleições de meio de mandato dos Estados Unidos acontecem nesta terça-feira (8), renovando grande parte do Parlamento. Além de 35 cadeiras no Senado, os candidatos concorrem a 435 assentos na Câmara de Representantes. O resultado irá delinear a forma como o presidente Joe Biden governará o país nos próximos dois anos.

    O ex-embaixador do Brasil em Washington Rubens Barbosa falou à CNN nesta segunda-feira (7) sobre os ânimos do período eleitoral americano. Para Barbosa, dentre as pautas mais polêmicas das campanhas, como a questão do aborto, a economia deve ser “o principal fator que vai determinar o resultado dessa eleição a favor dos republicanos”. Questões como o aborto também devem ter peso, avalia.

     

    Barbosa considera que a tendência dos resultados “é o governo democrata perder o controle da casa dos representantes, da câmara dos deputados”. Essa possibilidade é reforçada por pesquisas de opinião.

    Caso isso se concretize, avalia, “vai ficar uma situação muito difícil para os dois anos que restam para o Biden”. “Vai ter muita dificuldade de aprovar representantes do governo americano no exterior, os embaixadores, outros membros do governo e a implementação de uma série de políticas de meio ambiente, de infraestrutura que foram aprovadas mas que vão precisar de regulamentação e os republicanos podem impedir isso.”

    O ex-presidente Donald Trump pode se beneficiar de sua força entre os republicanos, lançando uma possível candidatura à presidência dos EUA no dia 14 de novembro.