Eduardo Pazuello é exonerado de cargo no governo federal

Ex-ministro da Saúde saiu de posição de assessor na Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República e prepara candidatura à Câmara

Giovanna Galvanida CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello foi exonerado a pedido, nesta quinta-feira (7), do cargo de assessor especial da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

A exoneração é assinada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e atesta a saída de Pazuello desde o dia 5 de abril, terça-feira.

O ex-ministro pretende pleitear um cargo de deputado federal nas eleições 2022, como já havia adiantado a analista de política da CNN Basília Rodrigues. Pazuello também pediu pela antecipação de sua aposentadoria do Exército para poder focar na campanha eleitoral.

Na última semana, ele se filiou ao PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, após nomes do PP resistirem a sua chegada no partido, reportou Leandro Resende.

Eduardo Pazuello foi nomeado ao cargo de assessor especial em agosto de 2021. Na época, o nome do ex-ministro era um dos principais dentro da CPI da Pandemia, que posteriormente pediu que ele fosse indiciado por crimes supostamente cometidos durante seu comando na Saúde.

CNN procurou o ex-ministro e aguarda retorno.

Mais Recentes da CNN