PP resiste e Pazuello se filia ao PL para disputar vaga na Câmara

Receio de baixa votação do ex-ministro da Saúde provocou movimento no final da janela partidária

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello
O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello Marcelo Camargo/Agência Brasil

Leandro Resendeda CNN

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Em uma reviravolta no fim da janela partidária, o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello se filiou nesta sexta-feira (1º) ao PL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Estava tudo certo para que ele se filiasse ao PP, partido do ministro da Casa Civil Ciro Nogueira, mas de acordo com apuração da CNN, houve muita resistência de parte dos deputados da legenda.

Na avaliação de integrantes do PP, Pazuello não teria um grande potencial de votos para concorrer à Câmara dos Deputados. O partido recentemente filiou quatro deputados federais com mandato e que irão buscar a reeleição: parte do grupo entendeu que o ex-ministro da Saúde é impopular e corre o risco de não se eleger, o que implicaria no desperdício de recursos do fundo eleitoral.

Aliados de Pazuello no PP tentaram convencer a ala contrária e mostrar que o ex-ministro é popular no Rio, mas foram voto vencido.

Fontes do PL confirmaram que o medo de uma baixa votação foi realmente o que fez Pazuello desistir do PP e migrar para a legenda do presidente Jair Bolsonaro.

A CNN procurou Pazuello e aguarda retorno.

Mais Recentes da CNN