Em conversa com Bolsonaro, Temer pede diálogo de presidente com Judiciário e Legislativo

Dirigente nacional do MDB salientou na conversa pelo telefone a necessidade de se tranquilizar a sociedade

O ex-presidente Michel Temer
O ex-presidente Michel Temer Marcos Corrêa/PR/Arquivo

Gustavo Uribeda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

O ex-presidente Michel Temer pediu ao presidente Jair Bolsonaro que dialogue com o Judiciário e Legislativo na tentativa de se interromper a atual crise institucional no país.

A conversa foi promovida, pelo telefone, na semana passada. O dirigente nacional do MDB ressaltou ao presidente que a harmonia no país é fundamental neste momento.

Segundo relatos de assessores palacianos, Bolsonaro fez críticas pontuais a decisões ao STF (Supremo Tribunal Federal). No final da conversa, no entanto, o presidente demonstrou disposição ao diálogo.

“Eu falei apenas em pacificação e harmonia dos poderes, como tenho pregado em artigos, palestras e entrevistas. É fundamental para tranquilidade da sociedade”, disse Temer à CNN Brasil. “A harmonia decorre do diálogo”, acrescentou.

Apesar dos apelos de integrantes da base aliada, Bolsonaro já informou a assessores presidenciais que irá comparecer às manifestações do 7 de Setembro e deve fazer críticas à postura da Suprema Corte.

A avaliação de integrantes tanto do Judiciário como do Legislativo é de que a posição do presidente nas manifestações do Dia da Independência será determinante para a retomada ou a interrupção do diálogo.

Mais Recentes da CNN