Em disputa no PSDB, Doria e Leite iniciam caravana pelo país

O objetivo dos governadores de São Paulo e Rio Grande do Sul é promover até novembro encontros com dirigentes estaduais em todas as unidades federativas

Governador João Doria, de São Paulo, tira selfie com o governador Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul
Governador João Doria, de São Paulo, tira selfie com o governador Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul Foto: Rodger Timm/Divulgação/Governo do RS (24.out.2019)

Gustavo Uribeda CNN

Ouvir notícia

Em disputa pela vaga de candidato tucano a presidente em 2022, os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, deram início a uma agenda de viagens pelo país.

O objetivo de ambos, que pretendem visitar todas as unidades federativas até novembro, é arregimentar apoios para a disputa de prévias do partido na escolha do candidato do PSDB à sucessão do Palácio do Planalto.

O périplo do governador paulista terá início no Centro-Oeste. No final de semana dos dias 09 e 10 de julho, Doria fará encontros com lideranças tucanas em Goiás e em Mato Grosso do Sul.

Já o governador gaúcho fará encontro com dirigentes tucanos de Santa Catarina nesta sexta-feira (02). No final de semana, ele cumprirá agenda partidária no Paraná e em Brasília, onde visitará a Sol Nascente, a segunda maior favela do Brasil.

O calendário do partido prevê inscrições até 20 de setembro para a disputa de prévias, com votação em 21 de novembro. Se necessário, as prévias podem ter segundo turno uma semana depois, em 28 de novembro.

Hoje a principal liderança da sigla no país, Doria enfrenta resistência fora de São Paulo, em especial da parte dos tucanos históricos.

Mesmo contando com o diretório mais estruturado e com maior número de filiados ativos, o governador paulista precisará construir alianças regionais para viabilizar a candidatura presidencial.

Mais Recentes da CNN