Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Embaixador de Israel rejeita participação em ato pró-Bolsonaro

    Embaixada do país no Brasil afirma nenhum representante do corpo diplomático israelense participará do evento

    Leonardo Ribbeiroda CNN

    Brasília

    O embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zonshine, não vai participar do ato em apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), no domingo (25), em São Paulo.

    “Respeitamos a liberdade de expressão no Brasil e preferimos ficar fora do debate político interno”, esclareceu a Embaixada de Israel à CNN.

    Ainda de acordo com a representação, nenhum outro integrante do corpo diplomático israelense estará no evento na avenida Paulista.

    A informação de possível participação do embaixador no ato começou a circular depois de uma postagem feita pelo advogado e assessor de imprensa do ex-presidente, Fábio Wajngarten.

    “Vou sugerir ao Pastor Malafaia e ao Presidente Jair Bolsonaro que convidem o Embaixador de Israel para nosso ato na Paulista no próximo dia 25/2 em São Paulo. Certamente será muito bem recebido e acolhido”, escreveu.

    Crise

    A crise diplomática entre Brasil e Israel ocorre desde a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que comparou o conflito na Faixa de Gaza ao Holocausto — que matou milhares de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

    Em resposta, o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, disse que o presidente brasileiro ultrapassou a “linha vermelha” e que deveria sentir “vergonha de si mesmo”.