Encontro entre Pacheco e Leite é visto como chance para tratar sobre eleições

Tanto o presidente do Senado quanto o governador do RS planejam disputar a presidência no próximo ano

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

Rachel Vargasda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB-RS), têm encontro marcado para a próxima sexta-feira (1º). A agenda acontece após o presidente do PSD, Gilberto Kassab, declarar que torce pela vitória do governador gaúcho nas prévias do PSDB que definirão o candidato dos tucanos para disputar a presidência em 2022.

A fala de Kassab aconteceu durante entrevista à rádio Bandeirantes, nesta quarta-feira (29), quando ele disse que é “bem possível” uma aliança entre Leite e Pacheco, nome apoiado pelo PSD para a disputa presidencial.

Pacheco vai participar do encerramento do evento “O Ministério Público de uma nova era: reflexões e projeções”. A agenda com Eduardo Leite vai ocorrer antes da cerimônia e é vista como a oportunidade para que os dois potenciais nomes à corrida presidencial conversem sobre o pleito de 2022.

À CNN, Kassab ponderou sobre a declaração dada à rádio e disse enxergar, nos dois políticos, perfis parecidos de “conciliação” . Na avaliação do cacique do PSD, tanto Pacheco quanto Leite têm total legitimidade para concorrer ao cargo de presidente da República. Mas Kassab admite que será Pacheco o candidato da legenda.

Em evento na Câmara dos Deputados, na semana passada, para celebrar o aniversário do PSD, Pacheco fez um discurso recheado de elogios ao partido e admitiu ter a sigla “no coração”. Leite, nesta quarta-feira (29), afirmou que não deixará o governo para concorrer à vice-presidência.

Mais Recentes da CNN