Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Entre evangélicos: avaliação negativa do governo Lula cai para 39%; positiva sobe para 26%

    Pesquisa ouviu 2.000 eleitores e tem margem de erro de dois pontos para mais ou para menos

    Pesquisa ouviu 2.000 pessoas
    Pesquisa ouviu 2.000 pessoas 03/06/2024REUTERS/Ueslei Marcelino

    Manoela Carluccicolaboração para a CNN São Paulo

    A avaliação negativa do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por parte de eleitores evangélicos caiu, de acordo com pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (10).

    No último levantamento, em maio deste ano, 42% dos entrevistados evangélicos tinha avaliação negativa do governo. Hoje, esse número caiu para 39%.

    A avaliação positiva entre esses eleitores teve um aumento. Em maio, 23% dos evangélicos avaliava positivamente o governo; agora, esse número subiu para 26%.

    Os eleitores evangélicos que consideram governo como “regular” representam 30% dos entrevistados; em maio, eram 32%.

    Entre os eleitores católicos, o cenário é diferente. Aqueles que avaliam positivamente o governo são 42%, enquanto os que avaliam negativamente são 27%.

    Na pesquisa anterior, de maio, o nível positivo entre os católicos era de 40%; 29% avaliavam negativamente.

    A pesquisa ouviu 2.000 pessoas, presencialmente, entre os dias 5 e 8 de julho. O público-alvo foi de eleitores com 16 anos ou mais.

    A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança da pesquisa é de 95%.