Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Isso salva vidas”, diz primeira-dama Janja sobre envio de 200 purificadores de água para o RS

    Purificadores podem gerar até 1 milhão de litros de água potável por dia, segundo o governo

    Henrique Sales Barrosda CNN São Paulo

    A primeira-dama Janja Lula da Silva celebrou o envio de purificadores de água para o Rio Grande do Sul.

    “Isso salva vidas. A água que não é própria para consumo sai própria, e isso é muito importante”, disse Janja em vídeo publicado nas redes sociais nesta quarta-feira (8).

    “A gente já levou [esses purificadores] para a Etiópia em uma viagem que fiz. Foram 60 purificadores para um campo de refugiados”, acrescentou.

    Conjuntamente, os purificadores têm capacidade para gerar 1 milhão de litros de água potável por dia para a população gaúcha afetada pelas chuvas, segundo o governo.

    O Rio Grande do Sul vem sendo devastado pelas fortes chuvas e consequentes cheias de rios nos últimos dias.

    Nesta quarta-feira (8), a Prefeitura de Porto Alegre pediu que barcos interrompessem resgates em meio à previsão de mais tempestades.

    Ainda na Grande Porto Alegre, a Prefeitura de Eldorado do Sul decidiu adotar medidas para evacuar todo o município, que está sem água, luz e comida.

    chega a 100 o número de mortos no estado, e outras 128 pessoas estão desaparecidas, segundo o governo gaúcho.

    Os purificadores foram transportados junto a uma carga de 25 toneladas de doações para o Sul, com “cobertores, produtos de higiene pessoal e cestas básicas”, segundo Janja.

    Voo do governo

    Os purificadores e as doações para o território gaúcho foram enviados em um voo da Força Aérea Brasileira, partindo de Guarulhos (SP).

    Além de Janja, os ministros Waldez Góes (Desenvolvimento Regional), Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação) e Simone Tebet (Planejamento) também viajaram para o Sul.

    O Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, está com voos suspensos até o final de maio devido aos impactos das chuvas.

    Assim, a carga de donativos e os ministros aterrissaram na Base Aérea de Canoas, principal cidade-satélite da Grande Porto Alegre.

    Nesta quarta, a base aérea abre para voos comerciais, no intuito de facilitar a chegada de aviões com cargas humanitárias.

    Saiba como doar

    As bases aéreas do Galeão, no Rio de Janeiro, de São Paulo, em Guarulhos, e a de Brasília estão recebendo doações para o Rio Grande do Sul.

    Roupas, colchonetes, água potável e alimentos não perecíveis estão recebidos nas bases todos os dias, das 8h às 18h (horário de Brasília).