Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fatos Primeiro

    Fatos Primeiro: Ciro Gomes exagera ao cravar lucro “seis vezes” maior da Petrobras em relação a petroleiras do exterior

    Lucro da Petrobras em 2021 foi de US$ 20 bilhões, sendo superada, por exemplo, pela americana Exxon Mobil, que obteve lucro de US$ 23 bilhões

    Durante a manhã, o noticiário sobre as reservas chegou a pressionar a commodity pontualmente, mas o movimento se reverteu
    Durante a manhã, o noticiário sobre as reservas chegou a pressionar a commodity pontualmente, mas o movimento se reverteu REUTERS/Christian Hartmann

    Leonardo RodriguesMatheus Caselatoda CNN

    Durante live em seu canal no Youtube no último dia 8 de março, o pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, comentou os resultados obtidos pela Petrobras em 2021 e comparou com lucros de grandes petroleiras internacionais.

    O que Ciro afirmou

    (O petróleo) bateu US$ 129 por barril. Sabe o que a Petrobras faz? (…) Para onde vai essa montanha de dinheiro? Vai para o lucro da Petrobras, que é seis vezes maior que o lucro das mais competitivas petroleiras do mundo (…) R$ 101 bilhões só no ano passado foi o lucro criminoso que a Petrobras distribuiu para acionistas minoritários

    Ciro Gomes

    Estrangeiras lideram lucro

    É verdade que a Petrobras registrou, como afirma Ciro Gomes, um lucro superior aos R$ 100 bilhões em 2021. Para sermos precisos, foram R$ 106,6 bilhões de lucro líquido – cerca de US$ 20 bilhões – de acordo com o Relatório de Desempenho Financeiro da empresa, quantia que é, de fato, distribuída entre acionistas.

    O valor representa um aumento de 1.400% em relação ao ano anterior (R$ 7,11 bilhões). A companhia superou, por exemplo, gigantes do mercado como a inglesa BP (US$ 7,6 bilhões) e a chinesa PetroChina (US$ 2,8 bilhões) no período.

    Ao alegar, no entanto, que o lucro da Petrobras foi “seis vezes” superior ao das petroleiras “mais competitivas” do mundo, o pré-candidato à Presidência exagera.

    Entre as líderes de faturamento do setor estão as norte-americanas Chevron e Exxon Mobil e a inglesa Royal Dutch Shell, que, no mesmo ano, registraram lucros de US$ 16,6 bilhões, US$ 23,0 bilhões e US$ 20,1 bilhões, respectivamente.

    Caso fizesse referência ao Retorno Sobre o Patrimônio (ROE), a fala do ex-ministro sobre a Petrobras estaria mais próxima da realidade.

    A maior empresa brasileira registrou, em setembro de 2021, um ROE de 36,2%, enquanto a média das concorrentes globais foi de 5,4%, ou seja, 6,70 vezes inferior.

    O indicador, porém, não se limita ao lucro, termo a que o pré-candidato faz referência: é calculado pela divisão do valor de lucro líquido pelo patrimônio líquido registrado no período contábil (que pode ou não ser o ano) anterior.

    Ao acusar a companhia de faturar “na nossa carteira, no nosso bolso, nas famílias brasileiras”, Ciro Gomes busca associar os ganhos crescentes da petroleira à oneração do consumidor final. Esse raciocínio, contudo, é baseado em números exagerados.

    Preço por barril de petróleo

    As informações do pré-candidato também são imprecisas no que diz respeito à extração do petróleo.

    O ex-ministro considera o barril brasileiro pouco custoso, porque seria extraído a “US$ 10 dólares”, segundo ele, mas o número real é ainda menor: US$ 6,93 por barril no último ano, de acordo com o Relatório de Produção e Vendas da empresa, publicado no 4º trimestre de 2021.

    Para cobrir esse custo, além dos encargos e outras despesas, a Petrobras cobra R$ 2,37 pelo litro da gasolina, por exemplo. A esse valor se soma a um conjunto de impostos, distribuição e revenda até chegar à quantia desembolsada pelo consumidor nos postos.

    Os 39,3 bilhões de litros comercializados do combustível geraram, para a empresa, a receita líquida de cerca de R$ 64,2 bilhões no ano passado.