‘Forças Armadas não são instrumento de um poder específico’, afirma especialista

Marinha, Exército e Aeronáutica "não podem ser tratadas como guarda pretorianas", diz Vinícius de Carvalho, diretor do Brazil Institute da King’s College

Produzido por Elis Franco e Vinícius Tadeu,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, Vinícius de Carvalho, diretor do Brazil Institute da King’s College de Londres, afirmou que a troca do ministro da Defesa causou surpresa em analistas políticos, pois não havia sinalizações de que isso estava para acontecer. Após a primeira reunião com o novo ministro, Braga Netto, os comandantes do Exército, da Aeronáutica e da Marinha foram substituídos.

“As Forças Armadas não são instrumentos de um poder especificamente. Elas servem ao país como um todo, portanto, são subordinadas aos Três Poderes. Elas não podem ser tratadas como guarda pretorianas”, explicou Carvalho.

Por essa definição, segundo o especialista, as Forças Armadas não podem ter relações políticas. “Elas são parte de um aparato fundamental para o instrumento de defesa nacional, que não têm a ver com questões de políticia interna do país”, disse. “Essas mudanças geram desconforto porque trazem desequilíbrio numa estabilidade que é necessária no trato de termos de defesa e diplomacia, que caminham sempre muito próximos.”

Ministério da Defesa
Ministério da Defesa
Foto: CNN Brasil

 

Mais Recentes da CNN