Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governador do Pará anuncia candidatura de Belém para sediar a COP30, em 2025

    Hélder Barbalho se encontrou com o prefeito da capital paraense e com o ministro das Relações Exteriores do governo Lula para oficializar a candidatura na última semana

    Hélder Barbalho em entrevista a jornalistas
    Hélder Barbalho em entrevista a jornalistas Reprodução / CNN

    Danilo Moliternoda CNN

    São Paulo

    O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou em entrevista a jornalistas nesta quarta-feira (11) que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) formalizou a candidatura de Belém para sediar a COP30, que ocorrerá em 2025.

    “O presidente acaba de anunciar que Belém é a cidade escolhida pelo Brasil e já encaminhou, através do Itamaraty, a formalização da candidatura da cidade para sediar a COP30, em 2025”, disse o emedebista

    A formalização da candidatura da capital paraense foi realizada na última quarta-feira (4), quando Barbalho se encontrou com o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL), e com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

    Edmilson Rodrigues (à esquerda), Mauro Vieira (ao centro) e Helder Barbalho (à direita)
    Edmilson Rodrigues (à esquerda), Mauro Vieira (ao centro) e Helder Barbalho (à direita) / Reprodução

    Em novembro de 2022, durante sua participação na COP27, Lula afirmou que pretendia conversar com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, sobre a possibilidade de a COP30 ser realizada na Amazônia brasileira.

    A COP tem como objetivo juntar líderes de diversos países e atores da sociedade civil para discutir formas de desacelerar as mudanças climáticas. Ela é a maior e mais importante conferência anual relacionada ao clima.

    Barbalho afirmou também durante a entrevista que a candidatura “representa um momento histórico em que a Amazônia pode receber o maior evento de discussão climática do mundo”.

    Reunião de Lula com governadores

    O emedebista falou ainda sobre a reunião que os governadores dos estados brasileiros terão com Lula no próximo dia 27. Segundo Barbalho, o foco deste encontro será a discussão de demandas regionais.

    “A intenção do presidente é que possamos discutir temas regionais e alinhar ações estratégicas do governo federal, para que estejam sintonizados com os governos estaduais”, explicou.

    O governador do Pará apontou que a reunião vai estabelecer balizas sobre a relação entre o Executivo federal e os governos estaduais para os próximos anos.