Governo avalia que Weintraub vai perder em julgamento no STF

Corte julga pedido para que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, seja excluído do inquérito das fake news

Ministro da Educação, Abraham Weintraub, na reunião ministerial em 22 de abril, no Palácio do Planalto.
Ministro da Educação, Abraham Weintraub, na reunião ministerial em 22 de abril, no Palácio do Planalto. Foto: Marcos Corrêa/PR

Basília Rodriguesda CNN

Ouvir notícia

“Probabilidade de resultado negativo”, avaliou à CNN um importante interlocutor do governo que acompanha o julgamento do pedido para que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, seja excluído do inquérito das fake news, no Supremo Tribunal Federal (STF).

Nesta sexta-feira (12), o ministro relator, Edson Fachin, votou contra o recurso. Como o julgamento ocorre no plenário virtual, os outros ministros poderão votar até sexta-feira da semana que vem. O desfecho aparenta estar selado, na avaliação de governistas: Weintraub vai perder.

Assista e leia também:
O Grande Debate: Weintraub deve responder no Supremo por ofensas à Corte?
Alcolumbre devolve ao governo MP que autoriza Weintraub a nomear reitores

O julgamento traz repercussões para Weintraub e, na opinião de fontes da Corte, também para o próprio ministro da Justiça, André Mendonça, que assina o pedido que está sendo julgado.

“Esse habeas corpus só serviu para deixar o André Mendonça impedido de julgar esse inquérito, caso seja nomeado ministro do STF”, avaliou à coluna uma fonte da corte.

Mais Recentes da CNN