Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Imagens mostram Bolsonaro chegando na casa de José Aldo, em Orlando

    Presidente não fará a passagem da faixa presidencial para Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no domingo (1°)

    Da CNN

    Imagens mostram o presidente Jair Bolsonaro (PL) chegando em Orlando na noite de sexta-feira por volta das 22h10 (no horário local). Bolsonaro e sua comitiva foram filmados na frente da casa do ex-lutador de MMA José Aldo. O presidente deve ficar no país até o final de janeiro.

    O atual mandatário utilizou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) e partiu da Base Aérea Militar de Brasília com destino aos Estados Unidos. Ele foi acompanhado de assessores e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

    Estou em voo, volto em breve”, disse Bolsonaro à CNN antes de partir. Na terça-feira, o presidente havia negado que viajaria aos EUA na quarta-feira (28). No entanto, não havia confirmado se viajaria para o exterior em outra data.

    Em publicação no Diário Oficial da União, a Presidência da República oficializou permissão para que oito assessores e assistentes pudessem se afastar do país durante o próximo mês para “realizar o assessoramento, a segurança e o apoio pessoal do futuro ex-presidente”.

    Segundo o decreto, o atual chefe de Governo deve ficar ausente do Brasil até dia 30 de janeiro — o que significa que não estará presente na cerimônia de posse para transmitir a faixa presidencial a Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No retorno, por não ocupar mais o posto de presidente, Bolsonaro deverá embarcar em voo particular ou comercial.

    Passagem da faixa presidencial

    Com a viagem do presidente Jair Bolsonaro (PL) para os Estados Unidos, ele não passará a faixa presidencial para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na cerimônia de posse do dia 1º de janeiro.

    Com as sinalizações feitas pelo vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos-RS) de que também não participará da cerimônia de transmissão da faixa presidencial, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) avalia alternativas para a solenidade oficial.

    Segundo relatos feitos à CNN por dirigentes petistas, a equipe do governo de transição considera que o símbolo da Presidência da República pode ser entregue de três formas diferentes.

    A primeira delas seria seguindo a hierarquia da Presidência da República, ou seja, que a faixa presidencial seja repassada ao presidente eleito por Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, ou Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Senado Federal.

    A segunda opção seria que um representante do cerimonial da Presidência da República transportasse o símbolo presidencial e o entregasse a Lula, que o vestiria na sede do Poder Executivo.

    A última alternativa seria que a faixa presidencial fosse transportada por um grupo de pessoas que simbolize as diversidades de raça e de gênero da população brasileira.

    (Publicado por Ingrid Alfaya)