Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Indivíduo com visto, mas sem serviço, deve sair do país”, diz governo dos EUA

    Porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, não comentou especificamente a situação de Bolsonaro, mas falou sobre as regras de imigração

    Isabela Filardida CNN

    Em São Paulo

    O porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, afirmou que pessoas que entram nos Estados Unidos com o visto “A”, reservado a diplomatas e chefes de estado, devem deixar o país em até 30 dias ou solicitar a mudança de situação imigratória caso não esteja mais exercendo atividades oficiais.

    Price não falou especificamente sobre o status do visto do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), mas falou, em geral, sobre as regras de visto.

    Bolsonaro desembarcou no dia 30 de dezembro do ano passado na Flórida, nos Estados Unidos, e deve permanecer até o fim de janeiro deste ano.

    De acordo com a Casa Branca, os Estados Unidos não receberam nenhum pedido oficial do governo brasileiro sobre o status do ex-presidente Jair Bolsonaro depois que seus apoiadores invadiram o Congresso Nacional no domingo (8).

    O conselheiro de segurança nacional, Jake Sullivan, disse esperar que Biden falasse com o novo presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre os acontecimentos em Brasília nos últimos dias, mas não sabia quando isso aconteceria.

    Os Estados Unidos acreditam que a democracia brasileira é “forte, resiliente e superará isso”, disse ele.

    Price acrescentou que, se um indivíduo não tiver base para estar nos Estados Unidos, estará sujeito a remoção pelo Departamento de Segurança Interna.

    No último domingo (8), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que a situação no Brasil é “ultrajante” depois que os apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro invadiram o Congresso, o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF).

    (Com informações da Reuters)