Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PDT pede que PGR responsabilize Bolsonaro por atos em Brasília

    Documento menciona  a "intensa depredação do Palácio doPlanalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal" e diz que "terroristas bradavam pela destituição dos poderes

    Leandro Resendeda CNN

    O PDT entrou com notícia-crime na Procuradoria Geral da República (PGR) para que o ex-presidente Jair Bolsonaro seja responsabilizado pelos atos de vandalismo e depredação do Congresso, do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF) neste domingo (08) em Brasília. Além disso, o partido quer que o PGR Augusto Aras solicite junto ao STF para que Bolsonaro retorne imediatamente ao Brasil e realize a entrega de seu passaporte.

    O documento menciona  a “intensa depredação do Palácio doPlanalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal” e diz que “terroristas bradavam pela destituição dos poderes constituídos, de modo a deflagrar um completo estado de anarquia e de guerracivil.”

    O PDT diz, no documento, que Jair Bolsonaro que “incentivou seus apoiadores aatentarem contra o regime democrático de todas as formas e em todas as dimensõespossíveis”.

    O partido também responsabiliza o ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança do Distrito Federal Anderson Torres pelos atos do domingo e que não há como o presidente se justificar de sua responsabilidade.

    Os dizeres proferidos por Jair Bolsonaro e por seu grupo político ao longodo (des) governo sempre demonstraram a finalidade dos arroubos coléricos contraa democracia, qual seja: acicatar os ânimos dos seus apoiadores para soergueremtodo tipo de desordem na sociedade caso não lograsse êxito nas eleições”, diz o texto.

    A CNN procurou a PGR para saber se Aras irá dar encaminhamento aos pedidos e aguarda retorno.