Jair Bolsonaro indica ao PL nomes de candidatos para disputar eleições

Presidente quer militar em Goiás e o atual ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disputando governo de São Paulo

Isabela Filardida CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Após confirmar sua filiação ao Partido Liberal (PL) no dia 30, o presidente Jair Bolsonaro indicou nomes de possíveis candidatos ao PL para disputar as eleições do ano que vem em dois estados.

Em Goiás, Bolsonaro quer um militar, próximo a ele e que já está na política, para disputar o governo. Já em São Paulo, ele deseja lançar o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para concorrer ao cargo de governador. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

O presidente da sigla, Valdemar Costa Neto, aprovou as sugestões de Bolsonaro, apesar de preferir um candidato mais forte em São Paulo, que pudesse trazer votos e maior aprovação para o presidente na capital paulista.

Além dessas sugestões, Bolsonaro também quer que o PL lance o ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para disputar o Senado.

A confirmação da ida de Bolsonaro ao PL acontece após conversas com Costa Neto. A informação já tinha sido dada pelo partido e o evento de filiação está marcado para às 10h30 da manhã em Brasília.

Bolsonaro fez questão de ressaltar que sua ida ao PL só pode ser confirmada de fato depois que o documento for assinado. Já era esperado que ministros do governo Bolsonaro migrassem para o PL com a proximidade das eleições. O presidente teria pedido ainda para que o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, ficasse à disposição para migrar ao PL caso essa seja a escolha de partido.

Flávio Bolsonaro também deve ir para o PL

Segundo o analista de política da CNN Leandro Resende, é esperada também a filiação de Flávio Bolsonaro, filho mais velho do presidente, no dia 30. Líderes do PL no Rio de Janeiro confirmam essa informação.

A filiação do dia 30 será menor do que a que estava sendo preparada para o dia 22. Não terá caravanas, e será algo mais restrito com o diretório do partido e aliados importantes.

Mais Recentes da CNN