Kalil renuncia à Prefeitura de Belo Horizonte para concorrer ao governo de Minas Gerais

Anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (25); vice Fuad Noman, que foi secretário municipal de Fazenda, assume governo local

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que renunciou ao cargo para concorrer ao governo do estado
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que renunciou ao cargo para concorrer ao governo do estado Foto: ALLAN CALISTO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Da CNN

Ouvir notícia

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou na manhã desta sexta-feira (25) sua saída do cargo para concorrer ao governo de Minas Gerais em outubro.

Com a renúncia, a prefeitura será assumida pelo vice, Fuad Noman, que é economista e exerceu o cargo de secretário municipal de Fazenda de 2017 a 2020.

Empresário e ex-presidente do Atlético-MG, Kalil estreou na política em 2016, quando foi eleito prefeito de Belo Horizonte, ao derrotar o então candidato do PSDB, João Leite, no segundo turno, com 52,98% dos votos.

Em 2020, foi reeleito ainda no primeiro turno, com 63,36% dos votos.

Seu principal adversário na corrida ao governo estadual deverá ser o atual governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). Pesquisa Quaest/Genial mais recente, divulgada em 18 de março, mostra Zema à frente, com 34% das intenções de voto. Kalil aparece em segundo, com 21%.

Em suas redes sociais, Kalil divulgou um vídeo para anunciar que é pré-candidato ao governo estadual.

“A legislação brasileira me obriga a sair da Prefeitura de Belo Horizonte. Sou pré-candidato ao Governo de Minas Gerais. Quero dizer para o povo de Belo Horizonte muito obrigado, gente. Foi bacana pra burro ser prefeito por cinco anos e 84 dias dessa cidade que eu nasci. A gente não se despede. É igual filho quando casa. A gente fala até logo, mas eu volto, porque ninguém abandona o que ama. Eu quero dizer pra vocês que tudo que foi feito vai continuar sendo feito, por isso entrego ao Fuad a Prefeitura de Belo Horizonte”, disse.

Eleições 2022

A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Mais Recentes da CNN