PF ouvirá Miranda na próxima terça em inquérito sobre prevaricação de Bolsonaro

Miranda afirmou à CNN que o depoimento foi agendado e que ele mesmo falou com um dos investigadores hoje para acertar a data

Renata Agostini e Vianey Bentes, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

A Polícia Federal vai ouvir o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) sobre o caso Covaxin na próxima terça-feira (20), às 15 horas, em Brasília. Miranda vai falar no âmbito do inquérito aberto para apurar se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cometeu o crime de prevaricação ao receber relato de irregularidades no Ministério da Saúde.

Miranda afirmou à CNN que o depoimento foi agendado e que ele mesmo falou com um dos investigadores hoje para acertar a data.

“O delegado afirmou que não se trata de intimação e sim de convite, tendo em vista que sou parlamentar”, disse Miranda. “Sempre estive à disposição para me adaptar ao horário mais propício”.

O deputado disse que irá à PF para “esclarecer qualquer questão que a investigação precise”.

A PF tentou entrar em contato com o deputado, notificando-o sobre o depoimento por meio de seu gabinete. Mas seus assessores se recusaram a receber a notificação. Miranda, que está em São Paulo, disse que foi um desencontro e que o assunto já está “pacificado”.

 O deputado federal Luís Miranda (DEM- DF)
O deputado federal Luís Miranda (DEM- DF) será ouvido na PF em Brasília
Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Mais Recentes da CNN