Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula acena a sucessores de Lira, mas pretende ficar neutro na disputa pela presidência da Câmara

    Presidente só deve manifestar apoio a um candidato, se surgir aliado do bolsonarismo com chance de vitória

    Presidente Lula no Palácio do Planalto
    Presidente Lula no Palácio do Planalto 22/1/2024 REUTERS/Adriano Machado

    Raquel Landimda CNN

    São Paulo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez acenos recentes a possíveis sucessores de Arthur Lira (PP-AL) na presidência da Câmara, mas só apoiará um candidato se houver um bolsonarista com chances de vitória, afirmam fontes do Palácio do Planalto.

    Nos últimos dias, Lula deu carona ao deputado Marcos Pereira, do Republicanos, no avião presidencial para um evento em Santos e convidou o deputado Antonio Brito, do PSD, para receber o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS).

    Os dois são cotados para suceder Lira na presidência da Casa, embora as eleições sejam apenas no ano que vem.

    Segundo fontes no Planalto, Lira gostaria que Lula se comprometesse já com um candidato da sua preferência para aumentar seu poder de barganha na Câmara. Pessoas próximas a Lira negam.

    O governo pretende ficar neutro, enquanto acena aos líderes para trazer os partidos mais para perto. O posicionamento é para evitar o trauma da derrota, como ocorreu com Dilma Rousseff e Eduardo Cunha.

    Uma postura mais enfática só virá se houver um candidato bolsonarista com chance real de vitória, o que é pouco provável hoje.