Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Lula acena com legalização da profissão de entregadores, na zona sul de SP

    Candidato à Presidência destacou o combate ao desemprego e ao trabalho informal como uma das principais ancoragens de sua candidatura

    Lula também pediu para que os votantes do Grajaú comparecessem às urnas para reduzir abstenção
    Lula também pediu para que os votantes do Grajaú comparecessem às urnas para reduzir abstenção TOMZÉ FONSECA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Tamara NassifBeatriz Gabrieleda CNN

    em São Paulo

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em comício no bairro do Grajaú (SP) neste sábado (24), ressaltou o combate ao desemprego e ao trabalho informal como uma das principais ancoragens de sua candidatura ao Planalto.

    “O povo quer e precisa de trabalho decente. Não quer fazer bico ou biscate, entregar comida sem ter direito a descanso semanal remunerado, férias e recesso no Natal e Ano Novo”, afirmou a apoiadores.

    Em aceno a motoristas de aplicativo, disse que tem como meta “legalizar a profissão” daqueles que trabalham em serviços de entrega e corridas. “O povo quer emprego digno, ser tratado com cidadão, ganhar o suficiente para comer a comida que entrega, e não entregar com o estômago roncando.”

    Ressaltando também os aliados políticos que com ele dividiam palanque, em especial Fernando Haddad (PT), candidato a governador de São Paulo, pediu para que os votantes do Grajaú — que “há um tempo estiveram chateados com PT” — comparecessem às urnas para reduzir o número de abstenção de votos.

    A fala vem associada a uma das estratégias da campanha petista que mira vitória no primeiro turno: na última quinta-feira (22), incentivou eleitores com mais de 70 anos, que não são obrigados a votar, a saírem de casa para participar do pleito no próximo dia 2 de outubro.

    Debate

    As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá neste sábado (24) a partir das 18h15, com programação especial a partir de 16h30.

    O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.