Lula é convidado para posse de Boric após recusa de Bolsonaro; petista vai mandar carta

De acordo com relatos, a avaliação do ex-presidente é a de que, por questão de institucionalidade, não seria prudente aceitar o convite

Gabriel Boric, presidente eleito do Chile
Gabriel Boric, presidente eleito do Chile Marcelo Hernandez/Getty Images

Thais Arbex

Ouvir notícia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)  foi convidado para a posse do presidente eleito do Chile, Gabriel Boric, que acontece no dia 11 de março, após o presidente Jair Bolsonaro (PL) ter recusado o convite para ir a Santiago acompanhar a cerimônia.

Segundo aliados do petista disseram à CNN, Lula não deve comparecer, mas vai enviar uma carta a Boric. De acordo com relatos, a avaliação do ex-presidente é a de que, por questão de institucionalidade, não seria prudente aceitar o convite. Lula tem lembrado que nunca compareceu a uma posse presidencial sem estar à frente do Palácio do Planalto. Sua presença no final poderia também criar indisposição com outros países.

O petista também foi chamado para ir à posse da esquerdista Xiomara Castro em Honduras, em janeiro, mas declinou do convite.

Nos próximos dias, Lula embarca para o México, para uma visita ao presidente Andrés Manuel López Obrador. A viagem, inicialmente, seria realizada em janeiro, mas foi adiada por causa do avanço da pandemia do coronavírus.

Mais Recentes da CNN