Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula indica “despetização” do seu governo e guinada ao centro, avalia professor

    À CNN Rádio, Marco Antônio Teixeira afirmou que indicação de Geraldo Alckmin para tocar a transição de governo é positiva para “unir o Brasil”

    Geraldo Alckmin e Luiz Inácio Lula da Silva
    Geraldo Alckmin e Luiz Inácio Lula da Silva Ricardo Stuckert

    Amanda Garciada CNN

    O professor de Ciência Política da FGV-SP Marco Antônio Teixeira acredita que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) dá indícios de moderação no discurso e de que fará um governo de centro.

    Em entrevista à CNN Rádio, ele afirmou que Lula, ao nomear o seu vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) como coordenador da transição de governo, “despetiza” o comando desta equipe.

    “É uma sinalização importante que será mais ao centro e moderado, que é essencial para unir o país e diminuir o tamanho da divisão”, explicou.

    Marco Antônio vê o gesto como “parte da aliança eleitoral” que o petista deve buscar.

    “Isso é positivo, porque ele precisa enfrentar rapidamente essa questão para diminuir o ímpeto das manifestações que querem desestabilizar o país.”

    O passo é importante, para o professor, para Lula ampliar a equipe além de quem o apoio no segundo turno.

    “Se ele dialogar com setores que marcharam com Jair Bolsonaro, como o agronegócio e a bancada evangélica, terá menos dificuldade [para governar]”, defendeu.

    O especialista reforça que a eleição do comando tanto da Câmara, quanto do Senado, também será ponto crucial.

    “A decisão de nomear interlocutores para tentar fazer parte de uma chapa única é prudente, já que ter relação de tensão não ajuda”, completou.

    Na quarta-feira (2), houve a informação de que a coligação de Lula cogita abrir mão de disputa à presidência da Câmara em prol da governabilidade.

    *Com produção de Isabel Campos