Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Lula lidera em dinheiro de Fundo Eleitoral ao receber R$ 66 milhões

    Kalil, candidato ao governo de Minas, está em segundo; Bolsonaro e Tebet estão em 9º

    Beatriz AraújoVital Netoda CNN

    em São Paulo

    O candidato à Presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu R$ 66,7 milhões do Fundo Eleitoral para financiar sua campanha nas Eleições de 2022 e saiu na frente dos demais candidatos.

    O levantamento das receitas dos políticos que concorrem ao pleito neste ano foi extraído da Prestação de Contas Eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na última quarta-feira (24).

    Alexandre Kalil (PSD-MG), candidato a governador no estado de Minas Gerais, segue como segundo colocado no ranking por receber R$ 16 milhões em recursos do Fundo Eleitoral. Em nota Kalil informou que:

    “A doação feita pelo meu partido, o PSD (Partido Social Democrático), está absolutamente dentro da lei.”

    Já Fernando Haddad (PT), candidato ao governo do estado de São Paulo, aparece em terceiro lugar, com R$ 14,7 milhões. Em seguida, aparece o candidato a Governo do estado do Rio de Janeiro Marcelo Freixo (PSB) com R$ 8,8 milhões do fundo.

    As assessorias dos candidatos Lula e Haddad informaram que não irão se pronunciar. A CNN aguarda resposta do candidato Freixo.

    Entre os presidenciáveis, Jair Bolsonaro (PL) e Simone Tebet (União Brasil) receberam, cada um, a quantia de R$ 5 milhões de seus respectivos partidos – ocupando a 9ª posição.

    Distribuição do Fundo Eleitoral

    Criado em 2017, o Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), mais conhecido como Fundo Eleitoral, é uma das principais fontes de receita para as campanhas políticas, segundo o TSE.

    A Lei Orçamentária Anual de 2022, publicada e sancionada em 24 de janeiro, prevê que R$ 4,9 bilhões sejam gastos no fundo. Este valor é distribuído entre os partidos políticos de acordo com critérios previstos pelo TSE.

    Neste ano, 15,77% do total do Fundo Eleitoral foi para o União Brasil, o equivalente a R$ 782,5 milhões. O PT detém fatia de 10,15%, pouco mais de R$500 milhões e o MDB 7,2%, que representa R$ 363,2 milhões. O valor recebido por Lula representa cerca de 13% do total enviado ao fundo do PT.