Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula: ninguém será punido nesse país por fazer uma greve

    Declaração ocorre em meio aos movimentos grevistas do funcionalismo público federal

    Ministério da Fazenda já sinalizou que não há espaço fiscal para conceder aumento
    Ministério da Fazenda já sinalizou que não há espaço fiscal para conceder aumento Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

    Basília RodriguesLeonardo RibbeiroVictor Aguiarda CNN

    Brasília e São Paulo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta terça-feira (23), durante café da manhã com jornalistas, que nenhum servidor público será punido por fazer greve.

    “Ninguém será punido nesse país por fazer uma greve. Eu nasci fazendo greve. Acho que é um direito legítimo”, completou.

    A declaração do presidente se dá em um momento em que diversas categorias têm feito paralisações reivindicando reajustes salariais. Entre elas, os professores de mais de 60 universidades e institutos federais do país.

    “Nós estamos preparando aumento de salário para todas as carreiras. E vão ter aumentos. Nem sempre é tudo que a pessoa pede. Muitas vezes é aquilo que a gente pode dar.”

    O Ministério da Fazenda já sinalizou que não há espaço fiscal para conceder aumento aos servidores em 2024.

    Lula disse ainda esperar que todo os grevistas voltem a trabalhar e acrescentou que o governo tem realizado concursos e quer fazer uma “regulação” de carreiras.