Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula sinaliza disposição em receber nomes da lista tríplice para PGR, dizem fontes

    Presidente queria definir nesta semana o sucessor de Augusto Aras, mas assessores presidenciais acreditam que a decisão deve ficar para a próxima semana

    ANPR enviou um ofício ao presidente no início de março
    ANPR enviou um ofício ao presidente no início de março 28/08/2023REUTERS/Adriano Machado

    Gustavo UribeTeo Curyda CNN

    em Brasília

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu a sugestão de conselheiros jurídicos de pelo menos receber os nomes presentes na lista tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) antes de definir o sucessor de Augusto Aras para o comando da Procuradoria-Geral da República (PGR).

    Segundo relatos feitos à CNN, apesar de manter a resistência de escolher um nome da lista, Lula sinalizou disposição em recebê-los, assim como o presidente da entidade, Ubiratan Cazzeta, como um gesto de boa vontade.

    A ANPR, inclusive, já recebeu indicação de interlocutores do presidente de que ele gostaria de promover uma conversa no gabinete presidencial até o dia 26 de setembro, quando acaba o mandato de Aras.

    A ANPR enviou um ofício ao presidente no início de março no qual pedia um encontro para destacar a importância, para a associação, da lista tríplice na escolha do procurador-geral da República. A associação aguarda há seis meses uma resposta do presidente.

    Reuniões com cotados

    Lula queria definir o sucessor de Aras até sexta-feira (15), inclusive com reuniões com cotados nesta quarta-feira (13) e na quinta-feira (14).

    Os assessores do governo, no entanto, avaliam que o tempo é curto e que, por isso, a decisão deve ficar para a próxima semana.

    Vídeo — Lula não vai indicar novo PGR na correria, dizem auxiliares

    Os três nomes da lista tríplice são os subprocuradores-gerais Luiza Frischeisen, Mário Bonsaglia e José Adonis Callou de Araújo.

    Os conselheiros jurídicos ouvidos por Lula, principalmente ex-procuradores-gerais — como mostrou nesta terça-feira (12) a CNN —, defendem que o petista mantenha a tradição de escolher um dos nomes da lista.

    O presidente, no entanto, ainda resiste. Os dois nomes hoje favoritos para o posto de Aras não fazem parte da lista: os subprocuradores Antonio Carlos Bigonha e Paulo Gustavo Gonet Branco.

    O próprio Aras busca a recondução para mais dois anos. Lula, no entanto, tem sinalizado que está descartada a possibilidade nas conversas que mantém com seus interlocutores.