Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula vai liderar campanha na ONU em prol do “trabalho decente”, afirma ministro

    O tom do manifesto a ser lançado por Lula envolverá a defesa da equidade de gênero no mercado e o estímulo a políticas que visem melhorias das condições de trabalho

    Lula deve lançar uma campanha global pelo “trabalho decente”
    Lula deve lançar uma campanha global pelo “trabalho decente” 17/07/2023 - REUTERS/Johanna Geron

    Leonardo Ribbeiroda CNN

    Brasília

    Durante a Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas, marcada para setembro em Nova York, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve lançar uma campanha global pelo “trabalho decente”.

    A informação foi divulgada, nesta quinta-feira (27), pelo ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Alexandre Padilha.

    “Biden [presidente dos Estados Unidos] convidou Lula para, após discurso de abertura da Assembleia-Geral da ONU, lançar um compromisso global por uma agenda de trabalho decente”, disse o ministro durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social, o Conselhão.

    Padilha não deu detalhes da iniciativa, mas a CNN apurou junto a integrantes do Palácio do Planalto que o tom do manifesto a ser lançado por Lula envolverá a defesa da equidade de gênero no mercado e o estímulo a políticas que visem melhorias das condições de trabalho.

    O Brasil deve usar como exemplo a lei aprovada recentemente que obriga empresas e poder público a manterem salários iguais para homens e mulheres que exerçam a mesma função.

    Tradicionalmente, o representante brasileiro faz o discurso de abertura da assembleia anual da ONU. O evento reúne os chefes de estado e de governo de 193 nações.